As 12 Horas de Tarumã tiveram sua história de Davi contra Golias em 2017

A edição 37 da mais tradicional corrida de Endurance do Brasil teve vitória do MRX #32, da classe P2, guiado por Sérgio Ribas, Mauro Kern e Paulo Souza, conseguindo a façanha de andar sempre entre os líderes com um carro teoricamente menos potente, e, aproveitando os problemas dos rivais, faturar a prova após 555 voltas de uma maratona sob calor escaldante em Viamão. Foi festa completa da equipe MC Tubarão, que ainda colocou seu carro P1 no segundo lugar, após recuperarem-se de problemas mecânicos.

O time do Mato Grosso do Sul do protótipo MRX #65, Nilson e José Ribeiro cravou 1min00s101 no treino classificatório da sexta-feira para garantir seu lugar na pole-position, mas a largada foi dominada pelo MR18 #6 de Cláudio Ricci, Felipe Roso, Vinícius Roso e Henrique Assunção que imprimiu forte ritmo. Um dos carros mais modernos do grid, que ainda contou com a estreia problemática do híbrido Sigma P1 de Felipe Bertuol, o MR18 iniciou uma batalha forte com o MC Tubarão. Ambos tiveram problemas, contudo, a partir da quarta hora de corrida, com muitos reparos ao longo da madrugada. Com isso, despontou a força do MCR #71, um carro mais antigo mas amplamente reformado pela equipe Satti Racing com os pilotos Ian Ely e Daniel Claudino. Estreantes na prova, passaram a ser força dominante, liderando enorme número de voltas e chegando a abrir quatro para os perseguidores imediatos.

Enquanto isso, o MRX #32 administrava um belo ritmo com um carro de potência inferior, esperando para o bote fatal. Veio o amanhecer e o calor tórrido, o que iniciou uma cascata de problemas para vários times. Quando a briga apontava para ser tripla – #32, #71 e o MRX #27, que também se recuperou bem – vieram as falhas mecânicas. Usualmente o drama das 12 Horas atinge seu pico às 10h da manhã. E foi o que aconteceu. MCR #71 e MRX #27 pararam nos boxes com problemas. O #32 nem quis saber e tomou a liderança, abrindo sete voltas de vantagem sobre o segundo, agora o MC Tubarão #5. Numa jornada épica de recuperação o segundo lugar conseguiu descontar de 16 para três voltas o déficit. Só que o esforço cobrou seu preço na arrancada final. Uma última dose de emoção veio com o aquecimento repentino do #32, que recolheu aos boxes, onde recebeu um banho de água e regulagens no motor. Funcionou, o protótipo voltou para a pista melhor que todos os rivais diretos, sem ser ameaçado. Nos finalmentes, o MCR #71 conseguiu superar o Scheer V8 #26, que teve um susto com rodada forte no Tala Larga, para confirmar um pódio no geral e segundo posto da classe P1. Na bandeirada, festa completa da equipe Tubarão, que retoma um troféu das 12 Horas e ainda fez dobradinha com seus carros.

A briga da Classe P3 teve vitória de outro incrível protótipo, o MRX #56 de Rodrigo Simon, Gustavo Simon, Gustavo Frey e Carlos Beleza. O trio esteve sempre no top seis da prova e finalizou em quarto, um ritmo alucinante para um carro aspirado de oito válvulas. Na Classe Turismo, o Gol #22 de Reinaldo e Ike Halmenschlagger, com Alex Fabiano, foi soberano. O Golzinho faturou mais um título de forma impecável, sem ser ameaçado e com o oitavo lugar no geral. Por fim, o Corsa #28 (Cleiton Krause / Dagoberto Moraes / Arthur Caleffi / Bruno Razia) fez valer a regularidade para levantar a taça da categoria T2.

Confira o resultado completo:

Pos # Pilotos Carro Voltas Tempo Total
1 32   S.Ribas/M.Kern/P.Souza   Tubarão 555 12:01:20.355
2 5   T.Andrade/M.Viana/J.Martini   Tubarão IX 551
3 71   Ian Ely/Daniel Claudino   MCR 540
4 56   R.Simon/G.Simon/G.Frey/C.Beleza   MRX 530
5 109   Re.Kreuz/J.Kreuz/Ri.Kreuz/J.Rodrigues   MRX 524
6 2   Igor Eberle/W.Konrad/F.Mello   Spyder 517
7 26   O.Scheer/E.Scheer/G.Scheer   ProtoV8 514
8 22   R e I Halmenschlanger/A.Fabiano   Gol 490
9 111   V.Junior/G.Martins/E.Soares/Giacomello/Rutzem   Lamborghini 476
10 3   C.Crestani/R.Ghisleni/G.Martins   Tornado 472
11 27   R.Machado/C.Pereira/C.Castro   MRX 462
12 77   Daniel Elias/Luis Sena Jr   Gol 459
13 28   C.Krause/D.Morães/A.Caleffi/B.Razia   Corsa 456
14 55   L.Flores/J.Flores/D.Mariante   Fusca 389
15 81   M.Diter/I.Ramos/L.HenzD.Andrade   Corsa 374
16 11   Airton Diehl/Ra.Costa/G.Costa   Spyder 341
17 6   F.Roso/V.Roso/C.Ricci/H.Assunção   MR18 320
18 226   L.Borghesi/M.Marcondes/C.Leoni   Spyder 310
19 53   M.Martins/T.Martins/P.Avila   Gol 286
20 33   R.Lacombe/C.Vianna/G.Martins   Gol 282
21 65   Nilson Ribeiro/José Ribeiro   MRX 202
22 4   Jindra Kraucher/Felipe Bertuol   Sigma P1 69

Fonte: Blog PitLane
Foto: Nilton Amaral / divulgação