Tubarão IX Turbo vence as 12 Horas 2018 e estabelece novo recorde de voltas

Apesar do número de carros aquém do normal, com 18 carros, um dos menores grids da história, não faltaram disputas nem o prestígio do público que lotou o autódromo na hora da largada. E quem levou a melhor nesta festa foi o protótipo MC Tubarão IX Turbo #5, com Tiel Andrade/Júlio Martini/Matheus Stumpf.

Tudo começou com um susto na largada: um cachorro invadiu a pista e correu em direção à curva 1 bem na hora em que a largada foi autorizada. Felizmente o “guaipeca” saiu da pista à esquerda um instante antes do pelotão passar. Depois, um “chega pra lá” entre um protótipo de um turismo, e uma quase rodada de um Aldee, que conseguiu segurar e seguir.

Com algumas horas de prova, a disputa ficava entre o pole Tubarão, o novo AJR #46 da Mottin Racing (montado às vésperas da prova), e o MRX #75 de Ricci/Moro/Assunção. Com o abandono do AJR por problema de câmbio perto das 8 da manhã (estabelecendo a volta mais rápida da prova, com 1:00,5), a briga seguiu entre o Tubarão e o #75, com o Tubarão VIII na sequência, e assim ficou até a bandeirada, com a primeira vitória da versão IX do Tubarão na geral.

Outro fato relevante foi a quebra do número de voltas da prova que está cada vez mais rápida: foram 591 voltas, 32 a mais que a marca anterior. Assim, a equipe Tubarão vence pela 5ª vez as 12 Horas. Em 1992 a vitória foi com um Opala (prova realizada em Guaporé, pois Tarumã estava em obras), 2010 e 2011 a vitória foi com a versão VIII (na época VW 8v Turbo) e ano passado a vitória havia sido com o MRX #32 preparado pela equipe. Tiel Andrade sagrou-se tricampeão geral da prova.

Vencedores nas categorias:
P2 MRX #75 Henrique Assunção/Claudio Ricci/Juliano Moro;
P3 Tubarão VIII #95 Hardy Kohl Jr/Lucas Kohl/M. Vianna;
GT Aldee #118 da família Kreuz;
TS Volvo #177 J.Martini/F.Steyer/R.Bacher/R.Lemke/M.Lemke;
T1 Voyage #7 P.Weber/S.Rocha/P.Fontes/R.Mesa/Dimare;
TL Corsa #99 Andrade/Ramos/Rotta/Pacheco/Matuzalen

Fonte/Foto: www.blogdopassatao.com / Niltão Amaral