Copa América de Kart Indoor foi disputada em paralelo ao Sul-Americano e revelou dois campeões internacionais

Realizada de forma paralela ao Campeonato Sul-Americano na última semana, a Copa América de Kart Indoor revelou dois campeões no que poderíamos definir como a primeira incursão oficial do kartismo amador em nível internacional no continente.

Com um formato exatamente igual ao utilizado no Sul-Americano, 26 pilotos divididos entre as categorias Sprinter (até 90 quilos) e Master (até 100 quilos) disputaram o título em duas provas classificatórias, uma Pré-Final e a Final.

Foram utilizados karts fabricados pela Techspeed especialmente para a modalidade indoor, devidamente equalizados e “calçados” com pneus MG novos. No treino classificatório, a pole position geral ficou com Laerton Júnior Souza, com a diferença mínima de 9 milésimos de segundos sobre Michel Bohn, o segundo colocado. Em terceiro, e a apenas 92 milésimos do pole, ficou Kim Krug, o mais rápido na Master.

Mateus Schreck e Kim Krug, respectivamente, venceram a primeira classificatória, enquanto Laerton garantia a vitória na segunda pela Sprinter e Krug repetia a dose na Master. Desta forma – e competindo agrupadas – a Sprinter teria Schreck na pole da Pré-Final, com Krug largando em 4º, mas na pole da Master. A Pré-Final, que definiria o grid de largada da última e decisiva corrida, foi vencida por Mateus Schreck, seguido por Edson Gravina, Tiago Friedrich, Thiago Messias e Laerton Souza, todos da Sprinter. Em sexto – e vencedor na Master – chegou Kim Krug.

E na Final, nova vitória de Schreck na Sprinter e na geral, conquistando assim o título da Copa América de Kart Indoor. A pouco menos de 4 segundos, Kim Krug recebia a bandeirada em segundo, comemorando o título de campeão na Master. Em terceiro, o capixaba Ângelo Vago sagrava-se o vice-campeão da Master, seguido de perto Tiago Friedrich, o vice da Sprinter.

“A experiência de agregarmos os pilotos amadores ao Campeonato Sul-Americano foi extremamente proveitosa e muito interessante do ponto de vista da interação dos dois públicos. Para a CBA também foi uma novidade e esperamos, em breve, poder proporcionar mais competições nesse formato”, destacou Pedro Sereno, presidente da CNK.

Confira o resultado final:
1 (S) Mateus Schreck – 16 voltas – 20:23.878
2 (M) Kim Krug – a 3.696
3 (M) Ângelo Vago – a 10.190
4 (S) Tiago Friedrich – a 10.297
5 (S) Thiago Messias – a 10.775
6 (S) Vinícius Bargmann – a 10.881
7 (S) Rômulo Leite – a 11.288
8 (M) João Vitor Perin – a 11.448
9 (S) Edson Gravina – a 12.563
10 (S) Michel Bohn – a 13.719
11 (S) Alberto Rosa – a 14.601
12 (S) Ayrton Gil – a 15.325
13 (M) Guilherme Barbosa – a 15.686
14 (M) Demilson Andrade – a 16.749
15 (S) Lucas Barreto – a 17.023
16 (S) Luís Henrique Bargmann – a 17.225
17 (M) Marlon Basso – a 17.938
18 (M) Diogo Dal Prá – a 18.147
19 (S) Francisco Abumansur – a 19.725
20 (M) Gianfranco Sampogna – a 34.816
21 (M) Pedro Libório – a 34.857
22 (M) Luís Alberto Deitos – a 35.836
23 (M) Thiago Pilkel – a 35.922
24 (S) Jorge Rodriguez – a 1 volta
25 (S) André de Sousa – a 4 voltas
26 (S) Laerton Souza – a 4 voltas

Fonte: www.kartmotor.com.br / Foto: Paulo Machado