Faleceu Neri Reolon – fera do rally

O rally do Brasil perde um de seus maiores navegadores do Regularidade – Neri Reolon.

Gaúcho de Passo Fundo, Neri Carlos Reolon morreu nesta quinta-feira aos 77 anos em decorrência de complicações causadas por um câncer. Engenheiro de profissão e navegador de rally por diversão, Reolon formou uma dupla multicampeã regional, nacional e continental nas estradas poeirentas ao lado do piloto Christiano Nygaard, quase sempre associados ao número 214. No ano passado, Reolon recebeu uma homenagem da Câmara Municipal de Porto Alegre pelos serviços prestados ao esporte gaúcho a moto (veja abaixo a entrevista realizada em Maio de 2018). Reolon era também o vice-presidente do Clube Porto Alegre de Rally.

A dobradinha Nygaard e Reolon começou sua aventura no famoso Rally Volta da América, em 1978. A bordo de dois Fuscas 1.300, duas duplas gaúchas comandaram na Classe A. Com cinquenta e cinco concorrentes no geral – apenas vinte e dois chegaram ao final – e mais de vinte dias de disputa, Nygaard e Reolon conquistaram o título, com Jorge Fleck e Mário Figueiredo em segundo.

Os dois amigos tomaram gosto pela coisa e mantiveram a dupla, entrando para valer tempos depois no Campeonato Brasileiro de Rally de Regularidade, além das disputas regionais. Nos anos 90, o Toyota Corolla de número 214, com Nygaard ao volante e Reolon no comando da navegação – uma das funções mais difíceis do automobilismo, pois o piloto pouco enxerga do percurso, confiando cegamente nas informações de seu companheiro, que corre “lendo” uma planilha praticamente todo o tempo e tendo de relatar verbalmente o caminho a ser seguido -, conquistou a maioria dos campeonatos nacionais. Reolon se tornou uma referência na função, e a dupla desfez a parceria “saindo por cima”.

Por Daniel Dias